depressive gripe feelings

OIE, sem tantos E pq hoje estou péssimo.

Eu tinha um aniversário hoje para ir mas não fui, sabem por quê?

pq eu to triste

pq eu to triste, não to feliz

E sabem pq eu estou triste? Porque eu estou gripado. Acho que é a segunda gripe que eu pego em uns dois meses.

Só que essa gripe está ultra mega foda. Na gripe anterior a pior parte foi ter que dormir semi-sentado, sabem aquela inclinação de ônibus de viagem? Pois é, montei isso com travesseiros na minha cama. Foi horrível.

Agora a coisa está pior, porque euzinho, que nunca tomo remédio para nada, tanto não consegui dormir sentado que fui à farmácia de madrugada, À PÉ, para comprar cinegripe cimegripe.

Coragem, né? Eu estou fazendo minhas pazes com a cidade, os roubos que me aconteceram aqui foram diurnos, então meio que me conformei que se for para ser, será, a qualquer hora. Então me enchi de coragem para ir à farmácia de madrugada. Depois cheguei em casa e me enchi de remédio.

Mentira, tomei um só, e fui dormir. Demorou mas consegui.

Ah, sim, a pergunta que não quer calar: por que ir à farmácia À PÉ de madrugada?

A resposta que não quer calar é: vendi meu carro (ou quase isso).

Gato assustado

???????

É, pois é. Agora que eu sou um tradutor freelance autônomo ocupado lindo maravilhoso e indisponível em vários sentidos, trabalhando sempre em casa, me digam, para que raios eu preciso de um carro?

Ok, eu tenho viajado bastante para congressos, visitar o boy, etc, mas gente, nenhuma dessas viagens é de carro. Então decidi vender, e finally, consegui.

Mas eu conto essa história outra hora, o que eu vim reclamar aqui hoje para vocês é que NEM CIMEGRIPE tá ajudando com a minha gripe 😦

Pq CIM-É-GRIPE :~~~ (apagar)

E olha que esse troço é forte hein, vocês já leram a bula? Vamos aos destaques:

Proibido para menores

Não opere máquinas

Reação comum

Isso é sério, hein? Primeiro que é proibido para menores de 18, depois que até 10% dos pacientes tem reações adversas, e OMG esse aviso de não operar máquinas? Achei que isso era piada de seriado, no New Adventures of Old Christine tem. Aliás, nesse episódio a Christine vai atrás do ex dela, então PRAY THE LORD!

Relaxem, não fui nem vou atrás de ex, não fiquei inconsciente ainda desse remédio, só durante o sono… ops…

(conferindo histórido de ligações… Boy… mãe… ufa)

Relaxem, não fui nem vou atrás de ex.

Mas só acho que só o remédio não vai bastar, vou ficar dentro dos limites de 5 comprimidos por dia e aproveitar para pray for the lord pq vai que, né?

Mentira de novo, vou trabalhar, já que não vou no aniversário. Sabem que agora que eu sou um tradutor freelance autônomo ocupado lindo maravilhoso e indisponível em vários sentidos, meio que eu só trabalho né?

Tanto que faz quantos meses que não venho aqui falar bobagem com vocês. Já estava com saudades.

E vou ficar de novo porque preciso trabalhar mais um pouco nesse estado sofrido, senão não dou conta do prazo depois. The struggle is real.

Me aguardem daqui a muito tempo com a história da venda do MIGO.

Migo triste

por que me abandonastes?

Beijas gentes, até daqui a bastante tempo.

Byeeee

Byeeee

Anúncios

vida bandida que acabou a macheza

MA OEE olha eu de volta depois de duas semanaaaaaaassss!

Já estamos voltando às épocas de posts esporádicos por motivos de falta de assunto, né.

Digamos que depois que furtaram o estepe do Migo… bem… nada mais aconteceu na vida.

Minha vida tem se resumido a:

Top Gear 3000

jogar jogos antigos

Vinho

beber, lógico

Panquecas americanas

comer

Ponto empresa

trabalhar até tarde

Top Gear 1

jogar jogos mais antigos ainda

Folhado doce Zezé

comer mais ainda

Farol do Migo

e tentar consertar o farol do Migo que queimou

Sem sucesso.

Esse foi o fim da minha macheza, depois de salvar o Nnovo superaquecido no meio da rodovia, eu agora decaí a ponto de não conseguir trocar a lâmpada do farol do Migo.

No fim, eu cedi e mandei na oficina fazer a revisão dos 40 do Migo.

Porque um dia os 40 chegam né… no caso dele, os 40 mil Km.

39999km do Migo

última lembrança dos 39999, meses atrás

Ai ai.

Pois é.

Parece que vai chover.

É.

Hmmmm.

Sem assunto.

Pois é.

Bom, galere, enquanto minha vida não vira 360º igual a da Carla Perez, e eu não fico rico, gostaria de dizer que estou postando de volta no blog da Hilgames sobre jogos, então vcs não vão mais ver tanto esse assunto aqui, tá bem? Eu sei que vcs acham um saco e só querem saber das desgraças da minha vida, POIS BEM, QUE BOM QUE PAROU A MERDA.

(eu acho)

Ai galera, vão lá dormir que vcs ganham mais por hoje.

Boa noite lua boa noite stars

2013 tudo de novo

É, minha gente, parece que 2013-feelings está voltando. Coisa demais acontecendo. Coisa ruim acontecendo.

Depois de cair espetacularmente no estacionamento da empresa (o que até foi engraçado, convenhamos), o próximo evento me incluindo ali no estacionamento foi… adivinhem?

Furto de estepe.

Magda

TUDO EU! TUDO EU!

Sério, chega, Curitiba, você tá querendo que eu me mude daqui? Eu não tenho medo de me mudar não, ok? Eu tenho medo é de andar à pé na rua, medo de andar de carro, porque se colocar tudo no bolso e sair à pé, alguém te assalta e leva tudo, se deixar tudo no carro, alguém arromba e leva tudo.

PORRÃN!

Agora, por outro lado, me digam, que outra cidade nesse país NÃO é assim? Num país onde se rouba fio de cobre de poste, o que se pode esperar?

Não sei mais o que pensar, viu. Procurem aí uma explicação pra esse país ser desse jeito e me contem.

Aliás, nem me contem, eu não quero mais pensar nisso.

Já chega que o primeiro pensamento que me vem à cabeça é: POR QUE EU? DE NOVO! Eu pago meu imposto de renda direitinho, pago todos os outros impostos também, a empresa aqui também paga tudo certinho (até onde eu sei né), e aí chega um merdinha e vai lá se apropriar do que não é dele! Por que fomos selecionados?

Sério, não dá. Minha opinião é igual a de todo mundo: não dá.

Post acaba por aqui, por motivos de chega desse assunto, já me gastei o suficiente tendo que contar mil vezes com detalhes a história pra todo mundo.

Vou só deixar uma piada maldosa pra levantar humor e aí a gente não fala mais nisso, ok?

Hermione não merece ser estuporada

– apagar

Beijos, boa noite lua, boa noite stars.

♫ ♪ aquele braço ♪ ♫

Vamos pedir uma licencinha no post de opinião para fazer um post de história, porque hoje tem coisa

Lembram do braço que eu quebrei?

Braço machucado

cortei a barriga fora da foto só porque vocês pediram

Bom, como vocês podem ver, eu estou com ele machucado. Mas o episódio que eu vou contar pra vocês hoje serve pra provar que o osso está coladinho, pois senão não teria sobrevivido intacto.

A história é a seguinte:

Estava eu ontem numa feishta. Sim, feishta na quarta-feira mesmo, sempre tem alguém que não trabalha e acha que uma festa numa quarta-feira é algo plausível.

Eu feliz que estava, tinha dois copos, um em cada mão, ambos cheios das saqueirinhas de morango, dado que morango é pouco calórico, e saquê é pouco… alcoólico(?)

Alguém que estava na festa não conhecia saqueirinha, provou, não gostou, e foi assim eu conquistei o segundo copo simultâneo. Whatever, o que importa é que saqueirinha de morango demora pra subir, e por ser delicious, e a feishta ser open bar, lá fomos nós perder o controle e a dignidade.

Detalhe importante: festa em apartamento. No quinto andar. Com gente bêbada. Com janela aberta. Com eu bêbado.

Pois é.

E aí num dos momentos de dancinha e etc, eu perto da janela, me encostei na parte fechada do vidro e aí WHOOOOOHOOOOOOO! a parte fechada na verdade estava aberta e lá fui eu voar janela afora.

Para minha felicidade, eu caí em cima do toldo da entrada do prédio, que amorteceu a queda, e eu consegui escorregar dali para o chão suavemente, arranhando o braço na parede do prédio enquanto escorregava.

Fachada

o toldo fatídico

E não, a vida não passa na frente dos nossos olhos quando a gente cai do quinto andar e acha que vai morrer. Porque é claro, é tudo BRINKS!

Não é essa a história, esse toldo é em NYC, como vocês podem ter visto pela placa NO STANDING ANYTIME SETINHAS

A história é a seguinte:

Eu estava dirigindo em direção a COOOOLOMBOOOOO por motivos escusos que não contarei, visto que né… é Colombo. E aí eis que numa das alças que entram na rodovia EIS QUE SURGE um carro baleado:

Perseguição

assim

Ai que susto!

No susto quase capotei, porque como ele veio pra cima de mim, foi difícil de desviar, mas eu consegui escapar. E eu até buzinei, eu que praticamente nunca buzino.

Quando ele passou por mim e eu vi o carro todo baleado, pensei “PUTZ! Vem mais gente por aí!” E não deu outra, logo depois dele estava entrando pela rampa outro carro, com um maluco meio transparente, de metralhadora na janela e cabelos de medusa. E o tiroteio rolando. Reação automática: fugir dali. Peguei a primeira saída da rodovia em direção a Curitiba.

Claro que eu não fui o único a ter essa ideia. Mais gente veio fugindo da perseguição alheia, e um caminhão imenso me fechou, e eu acabei raspando o carro todo do lado, contra a mureta, me batendo por dentro do carro também. Daí os machucados no braço.

Foda, escapar de dois carros vindo a toda de fora pra dentro na rodovia, e acabar sendo esmagado por um caminhão.

Era pra ser mesmo, visto que né…

Era mentira.

BRINKS!

Ok, também não foi isso que aconteceu.

A história é a seguinte:

Fui a um protesto.

Protesto na Praça do Japão em Curitiba

galera lotando a praça do japão e a av República Argentina

Encontrei o protesto enquanto…

BRINKS!

Ok, essa certamente não foi essa história. Essa aconteceu de verdade e tudo, mas foi ano passado.

A história é a seguinte:

Eu entrei numa briga.

Com um macaco.

Porque ele me assaltou.

BRINKS!

Ok, parei.

O que aconteceu de verdade foi… eu estava saindo do trabalho ontem, e no meio do estacionamento, tropecei numa lajota mal encaixada e PAFT! Menine voador aterrisa no chão de lajotas do estacionamento e rala o braço.

E o joelho.

E ninguém viu 🙂

E hoje só duas pessoas repararam nos machudados, mas eu bem besta vim contar, porque como o post é de opinião, eu queria saber a opinião de vocês a respeito de outra coisa…

Eu sou um bom contador de histórias né?

Forrest Gump

– siiiiiiiiiim

Então torçam por mim, porque a editora prometeu que a partir de março vai ter um parecer se publica ou não o meu livro!

Quanta ansiedade!

E ah, falta UM MÍSERO LIKE na fanpage pro blogs chegar em 100. Quem será que vai ser o centésimo liker que ganhará uma IOGURTEIRA TOP THERM?

BRINKS!

Boa noite lua, boa noite stars, menines!

Correção – acabei de ver que já deu 100 likes. Perderam uma TOP THERM hein…

bye bye 2013

Heeelloooooo galere, bem-vindos a 2014 e ao primeiro post de segunda do ano 🙂

Demorou mas chegou, o fim de 2013. Que ano mais longo hein? Quando eu achava que finalmente já estava terminando e que nada mais de ruim (ou bom, ou marcante, ou whatever) iria acontecer, eis que alguém arrebentou o espelho retrovisor do Migo, como vcs já viram nesse post:

Migo com espelho quebrado

pobre migo 😦

Mas como eu não tinha explicado a história, vamos lá: estacionei o carro na rua, no lado direito, pra entrar numa loja e comprar o presente de aniversário do filho de um amigo meu. Achei o presente depois de ter procurado em outras lojas, e saí feliz e contente e serelepe da loja pra chegar no Migo e descobrir que o espelho estava assim. Pela listra emborrachada que ficou na lateral do carro e pelo naipe do quebrado, me parece que foi um motoca que passou manobrando muito bem, ou sei lá… faço votos de que tenha caído e se estrebuchado, porque o desgraçado não deixou nem um telefoninho ou contato ou whatever pra eu poder cobrar dele a conta depois… Porque sim, eu sou vingativo às vezes rssssss

No fim das contas, como colar com chiclete não daria certo e eu ia viajar já no dia seguinte pro natal, eu decidi resolver o assunto à distância e comprar um retrovisor novo durante a viagem. O destino inicial foi Cascavel, onde mora a madlinha, e onde estava o mamai. Cheguei lá domingo e segunda-feira de manhã, a viagem com o mamai seguiria pra Terra Roxa, onde sempre passamos o natal. Então ligeirinho nos despencamos pelos robautos de Cascavel pra achar o retrovisor e deu certo, no primeiro já achamos um novo original por 160 dilmas. Então beleza, retrovisor novo guardadinho no carro do babai, vamos seguir viagem.

Babai trocou de carro e comprou um…

Cobalt

Cobalt…

…só que o dele é azul escuro metálico (como se esse carro conseguisse ficar mais feio). Mas como o motorista está dentro e não vê o design externo enquanto dirige, a visão interna é bonitinha, painel e etc, praticamente tudo digital, e aí ele me deixou dirigir! Yaaaaaaaaaay! Detalhe é que o carro é tão leve e firme que quando você percebe, tá a 130Km/h.

Enfim… chegamos em Terra Roxa, terrinha onde mora a Nona. Sem noção do calor que estava lá, eu cheguei a tomar três banhos gelados num dia. Por ser natal, casa da Nona, nada pra fazer, etc, etc, adivinha o que a gente fez? Cozinhou e comeu. Um monte. Eu não vou contar quantos quilos engordei, shame on me. E o natal foi marromeno sem graça, presentes do mamai e babai foram legais, da chuck tb, mas uma prima minha embalou um rollon da avon e me deu.

WHAAAAAT?

WHAAAAAT?

Tosco né… saí de lá nem sei que dia, peguei um bus de volta pra Cascavel, que é onde tem aeroporto, e no caminho, mamai me liga dizendo “você esqueceu seu retrovisor aqui” – esse sou eu. Mamai teve que ir pra lá também no dia seguinte então, pra felicidade do resto da família que queria ver-la, e finally eu peguei o meu voo pra Curitiba, pra finalmente poder consertar o espelho.

(ah, sim, feliz natal atrasado pra vocês)

Diquete pros azarados que quebraram o espelho: não pague pra alguém trocar. É muito fácil, tem vídeos que ensinam a fazer isso no youtube e tudo, tipo esse:

Meio que todos os retrovisores se trocam desse mesmo jeito, então lá fui eu… desparafusa, blablabla, you know, stuff, whatever

Montando retrovisor

monta aqui, etc

Pronto, finished 🙂 ficou bom. Já pude ir de carro até o aeroporto, deixar no estacionamento VOE, que é o mais barato, 11 pilas a diária, e é super confiável, indicadíssimo 🙂

E voar pra Porto Alegre, e depois pegar um ônibus até Rio Grande, onde mora o love ❤

Nem vou falar de Porto Alegre que é pra não perder amizade, mas todo mundo sabe que eu detesto aquilo lá né… anyway, nessa viagem reparei como eles falam outro idioma… plataforma de ônibus na rodoviária se chama “box”, lanchonete se chama “lancheria”, sanduíche feito na sanduicheira se chama “torrada”, e a sanduicheira se chama “torradeira” (lógico), e as pessoas “olham” filmes, não assistem.

Depois de algumas horas de viagem de ônibus, cheguei em Rio Grande – RS, onde fica a Praia do Cassino (e onde fica o love também rsss), que by definition, é a maior praia do mundo (sabe que gaúcho gosta dessas coisas né)

Praia do Cassino

~ui

E lá nós passamos o Reveillon na praia, bem lindos e românticos, bebendo espumante meio quente direto da garrafa por falta de taças, e sem pular as ondinhas pq é muito brega.

E sem churros também 😦

Eu, que adoro churros, estava morrendo de dor na perna esquerda, e mesmo assim, nós caminhamos o equivalente a três postos de salva vidas, ida e volta, procurando churros no dia 31, e nada. Muita depressão.

E como eu não sabia se ia ou não trabalhar dia 2, minha volta pra Curitiba era dia dois de manhã no aeroporto, portanto tive que pegar bus em Rio Grande às 22h30 e descer antes das quatro da manhã no Salgado Filho. E aí se iniciaram as cinco loooooongas horas de espera no aeroporto, e blablabla. Mas no fim deu tudo certo, e FIIIIIIIIINAAAAAAAAAALLYYYYYYYYYYYYY 2013 acabou.

Porque vamos combinar, acho que 2013 foi o ano mais longo da vida de todo mundo.

Mesmo que eu tenha conseguido cumprir as duas resoluções de ano novo, de terminar de escrever meu livro, e ler um livro por mês no mínimo. E tenha também conseguido coisas ótimas como viajar pra Argentina, trocar de carro e arrumar um namorado, comprar o Hyrule Historia, comprar um 3DS, ver o Brasil permitir casamento gay, conseguir visto americano, ir no show do Aerosmith, ressucitar o Super Nes e o Nintendo 64, e tocar a música mais foda da minha vida. Tipo, MEEEEEEEEU quanta coisa.

Apesar de tudo isso, foi em 2013 também que eu fui assaltado, que fui agredido, que quebrei o braço, que tive diversas crises de labirintite, quebrei a tela do celular, raspei o carro no poste, e depois alguém arrancou meu retrovisor.

MEEEEEEEEEEU QUANTA COISA!

Pois é.

Por isso que eu desejo pra todo mundo um 2014 mais morno, com menos coisas boas e ruins acontecendo, e com mais calma num geral. Porque eu não vou aguentar um 2013 – o retorno, pufavô né Chessus.

Feliz 2014 pra todo mundo, espero que seja maravilhoso.

Beijos e boa noite lua boa noite stars!

PS: Resoluções para 2014 em breve, não parei pra pensar nisso ainda.

meldels, como é grande o seu! (carro)

Ontem eu estava entrando na minha garagem em casa, e pensei: PUTZ! O carro da moça do BAR (é a placa do carro dela) estava na garagem. Ou seja: manobras master pra eu conseguir ir pra minha vaga. E o pior: quando eu cheguei perto, vi que ainda por cima ela estava mega mal estacionada, ou seja: manobras ultra mega master powerful pra eu conseguir ir pra minha vaga.

Suei tanto manobrando pra não raspar de novo, que depois até fiz algo que eu queria fazer há séculos: deixei um bilhete pra ela.

Bilhete para a vizinha

com direito a gravuras

Como eu sou querido né? Só faltou mandar beijos. Claro que eu levei mil anos pra fazer isso, sempre quis, mas como eu sou curitibano agora, e meu carro também, nós dois não quisemos falar com estranhos, nem pra reclamar da vaga.

Hoje de manhã, saindo de casa, o carro dela (e o bilhete) ainda estavam no mesmo lugar, provavelmente o prédio inteiro viu e pensou que eu sou um mocorongo nas manobras, MASSS isso era pra ser informação confidencial. Na verdade eu nem sou tão ruim de manobras assim, ok? Ontem eu fiz uma baliza numa vaga que, quando eu olhei depois, pensei comigo “se eu tivesse visto o tamanho da vaga direito, nem teria tentado”.

O problema é que o Migo é maior que o Nnovo, tipo, beeeeeeem maior.

Hihihi

trocadalho do carilho

Pros lados né. Fucei no google aqui, e descobri que o Nnovo tinha 1,608m (1,768m contando os espelhos) de largura. O Migo tem 1,765m e 1,905m com espelhos. São 16cm a mais pra manobrar na garagem apertadinha do prédio. Pois é, tenso.

Aliás, mais um problema: garagens apertadas nos prédios. Geralmente no subsolo, posicionadas de forma a ninguém caber, nem conseguir entrar, nem sair.

Na verdade, nós no Brasil temos um sério problema com carros: todo mundo quer um, todo mundo financia um, mas ninguém sabe dirigir direito, nem quer pegar trânsito, e aí vira esse caos.

Lembram do dia sem carro que eu fotografei?

Dia sem carro

sem carros no dia sem carro OU

Pois é, mesmo no “dia sem carro”, pessoal não sai de casa de outro jeito.

Sinceramente, minha opinião é: carro é uma bosta, gasta horrores, ocupa um monte de espaço, estressa no trânsito, etc, etc.

Mas claro que eu não largo o meu, porque me digam: qual é a outra opção? Ir de Santa Cândida – Capão Raso lotado pros lugares?

Grazadeus que eu ganho bem (CHEFE NÃO LEIA ISSO, ACEITO AUMENTOS AINDA!) e posso pagar manutenção, seguro e combustível pro meu carrinho, porque olha… o real problema no Brasil, que são os transportes, estão longe de ter uma solução. Então ao menos eu fico dentro do ar condicionado com música.

BJS PROS POBRE rsssss

Galere, comunicado importante: Natal chegando, Ano Novo chegando, então não teremos mais posts esse ano ok? Volto a postar em 2 de janeiro, no próximo OPINIÃO DE QUINTA. Então beijos, feliz natal, feliz ano novo e foi ótimo ter tido vocês aqui no blogs ❤

Boa noite lua, boa noite stars!

tratado definitivo sobre o congestionamento e a infância

Demorou pra eu falar sobre congestionamento né? Vamos lá então, que é o assunto de hoje 🙂

Vamos pensar no seguinte: desde maio de 2013, quantos feriadões nós tivemos? Sei lá… um? Dois? Resposta: UM – esse final de semana agora, 15 de novembro. E claro que Curitiba INTEIRA resolveu ir pra praia, até pessoal de COLOMBO deve ter ido, boatos de que pessoal de lá já tem carro, sonzera e isopor…

Eu saí de Curitiba com a Chuck na quinta-feira às 23h30, porque supostamente o grande movimento seria às 18h e depois só na sexta-feira de manhã.

BÉÉÉÉÉ WROOOOONG

Filas BR 376

isso às 16h49

Se a fila estava na saída de São José às 16h49, seria humanamente impossível ter acabado até 23h30, certo? Pois é… pegamos fila na BR376, próximo ao primeiro pedágio. Dali pra frente, foi anda e para total, chegamos no segundo pedágio próximo às 3h da manhã, tudo por causa de uma obra LINDA que ainda está sendo executada em uma ponte no Km 6 (nem sei o Km, chutei) da BR 101, cujo prazo era novembro.

Ok, está “em dia”, mas eu DUVIDO que terminem até o fim de novembro, eles vão ter (pausa… 30 dias tem setembro, abril, junho e novembro… ok, são 12) 12 dias apenas pra reconstruir duas faixas de ponte, uma em cada sentido. As duas pontes estão em pista simples, e a segunda pista está só no ferro ainda… #VamosAcompanhar

Pois é… some uma pista simples a um feriadão e o resultado são 30Km de filas.

E falando em obras…

Obras em Curitiba

saída de Curitiba

Como eu sou uma pessoa muito didática eu fiz desenhinhos no google maps pra ficar mais fácil entender porque está uma merda ir até o aeroporto, ou pegar a BR376… Todos esses trechos ali estão em obras AO MESMO TEMPO, porque lógico que não dá pra executar uma obra dessas de cada vez. Aí a bonita aqui quer ir visitar a família em Joinville e não consegue sair da cidade (nem voltar) por motivos de tudo congestionado.

Na verdade, as obras são coisas boas, eu não posso criticar as obras em si, só a demora, superfaturamento e simultaneidade (ai como tô cheio das palavras hoje rssss), mas até aí estamos no Brasil né, que mais se poderia esperar? O que eu acho ruim é: TODO MUNDO tem carro agora, ATÉ EM COLOMBO! Carro está absurdamente barato, volta e meia tem IPI zero, e desde os anos 90, um carro ficou muito mais barato proporcionalmente ao salário mínimo… se duvidar, você passa na frente de uma concessionária com a sua carteira de motorista, e sai de lá de carro (e financiamento) novo sem abrir a boca pra falar. E infelizmente é isso que todo mundo quer, a montadora quer vender, e o brasileiro pobre médio SONHA em ter um carro zero.

PRA QUE minha gente? Por que não deixam só os ricos (euzinho rsss) terem carro?

Enfim.

E a volta do feriado como foi? Bem, eu saí de sábado pra domingo de Joinville, à 1h40 da manhã… então não tinha fila, né, e a estrada estava vazia, porque eu voltei um dia antes. Mas quem não pensou nisso, pegou os mesmos 30Km:

Volta pela BR 101

isso às 17h34

Pois é.

Reparem como a polícia rodoviária dos dois estados é meio analfabeta hahahaha (ok, pra ter mais exemplos, tem que seguir os dois perfis no twinto)

Mas enfim, lindos, já sabem que agora vai demorar séculos pra eu voltar pra Joinville né? Vou ter que arrumar um/a cabeleireiro/a aqui em Curitiba.

Falando em Joinville… Chuck e eu demos uma passada na rua onde ocorreu a infância: a rua Matinhos, em Joinville.

Rua Matinhos

lógico que é no street view essa fots, passamos lá de noite

Sério, essa rua não mudou NADA, nos últimos 25 anos. NADA.

Ok, mudou… um muro ali foi reformado, e a casa onde morávamos e a da vizinha foram demolidas e construíram duas casas bem bonitas no lugar. Mas foi só. O resto tá tudo igual, tudo parado no tempo. É engraçado ver como algumas coisas nunca mudam.

E aí bateu aqueeela saudade da infância.

Mentira, não bateu. Eu não tenho muita saudade da infância, primeiro porque nós éramos pobrinhos, mas pobrinhos de marré marré marré… ok, nem tanto, só um marré tá bom. Anyway, a vida era difícil, e a gente não se divertia tanto quanto hoje, como família. Não que a gente se divirta agora porque tem dinheiro, acho que é mais porque cada um já está estabelecido, e não temos aquele medinho do futuro, de que de repente vai mudar o governo e nós vamos tomar no cu e ter que morar embaixo da ponte.

E sinceramente, acho que é assim que todo mundo devia ser… o time of your life deveria ser hoje pra todo mundo, e não uma época mil anos atrás, que nunca vai voltar. Acho que se o time of your life não for o hoje, alguma coisa há de errado com a sua vida, tá faltando fazer alguma coisa.

Tem que ver isso, produção.

E ATENÇÃO!

Quinta-feira aguardem uma nova “coluna” aqui no blogs, vamos ter o POST DE SEGUNDA e outra coisa tb, até quinta!

Bom dia sol, bom dia flowers!

raspadinha (esse título é repetido)

OE GALERE

Esse título é repetido porque essa situação é repetida, vide que isso já me aconteceu antes.

Anyway, o que me acontece é que sexta-feira de manhã, chegando em casa (sim, eu estava indo para casa sexta-feira de manhã), o carro da ~Moça do Bar~, que eu gentilmente apelidei assim porque o carro dela tem placas BAR, estava meio mal estacionado. E como o Migo é alguns centímetros mais largo (~ui) que o Nnovo, ficou mais difícil de manobrar.

Então entra assim nesse ângulo, dá ré e disterce pro outro lado, aí vai pra frente mais um pouquinho, e vai passar, vai passar, vai passaaaaaaaaaaaar, todo mundo torcendo, vai passaaaaaaaaaaaaaaar, RIIIIIIIIIIIISC, passou.

Na hora nem dei bola, pensei comigo “carro de plástico nem risca, deve ter amassado e desamassado e tá lindo ainda”.

Mass…

Migo riscado

quebrou riscou um pouquinho ali

Agora fica a pergunta: onde eu mando arrumar? Pessoal do trabalho sugeriu uma funilaria, mas eu achei esquisito, porque foi só um risco no prástico. Mas como bem lembrou a @joicebraga, não existe uma plasticaria para carros.

Ok então, eu vou na funilaria.

(E assim recomeça a saga de levar o carro na oficina)

E falando em levar pra oficina… vou ter que levar a minha cabeça pra oficina também, fazer fisioterapia. O médico que eu fui nem brigou comigo por eu dizer “olha só, pesquisei e os meus sintomas são exatamente os da VPPB”, ele simplesmente falou, “então é VPPB, tem que fazer fisioterapia”.

VPPB é o seguinte:

VPPB

VPPB for dummies

E quem quiser ler em português, vai na Wikipedia, e lê, eu só sei isso, não faço ideia do que é exatamente uma otoconia.

No fim das contas, não era labirintite.

Enfim… voltando… E falando em levar pra oficina…

Eu comprei esses tempos na dealextreme um cartão SD sandisk supostamente genuíno. Depois de muito rolo relacionado a venderlo para um colega aqui ou não, e aí o treco não formatar direito, etc, eis que eu perco TODAS as minhas fotos do final de semana lindo que eu tive com o @_Leander no Jardim Botânico etc etc, tinha até a nova futura foto de perfil dele, e foi tudo pro saco.

:~

In memorian das lindas fotos, eu encerro o post aqui cheio de lágrimas, porque as fotos estavam realmente maravilhosas.

😦

Beijos e boa noite lua boa noite stars nessas noites de 30ºC em Curitiba (qqqq?)

primeira viagem marcante do Migo

MAAAA OEEEEEE olha o post de segunda de volta!

não sei se fico feliz e agradeço a todos pq a audiência foi ótima nos 11 dias de post diário ou se reclamo que a audiência acabou imediatamente no dia seguinte… vou levar como um lado positivo: todo mundo leu no dia certo, etc (não desmintam senão vou entrar em depressão)

então, lindos, que depois que eu voltei da argentina eu fiz UM MONTE de coisas

mentira, não fiz nada, eu tô de férias!!!!! YAAAAAAY

Diva

DSCLP

mas amanhã é o último dia

Maísa

chuif

enfim, vou contar então o episódio desse último findi… aniversário da chuck 😀

(é que eu não tenho nem fotos nem nada marcante dos outros dias das férias, só vi seriado e li um monte)

então que fomos de Curitiba pra Piratuba, na casa do mamai… fomos = a chuck estava aqui

e nós resolvemos ir de carro pq né, o Migo precisa conhecer um pouquinho do mundo (e ele é novo né, é beeeeem diferente viajar com carro novo e com carro velho)

e a distância Curitiba-Piratuba, ida e volta é de:

Hodômetro do Migo

933,3 Km

E fazendo as contas aqui, a média de consumo dele é de 16,4 Km/L de gasolina na estrada… bão né?

Agora pensem eu dirigindo 933,3 Km num final de semana hein? PORRÃN! 😦

Mas como ninguém mais quer saber disso (só eu), então vamos contar do aniversário da chuck… só tinha gente desconhecida, porque foi no luchinha do mamai, então só tinha ex-funcionárias dela e a dona do luchinha do lado, etc, eu não conhecia ninguém… mas valeu a diversão, pq né

Vela da Chuck

nós adulteramos a vela do bolo hehehehe

ela não fez 40 anos, por isso a vela não quis ficar em pé…

e como nós não podemos contar a idade de uma lady, fiquem vocês sabendo que ela fez 31

ela não é uma lady 😀

e meus lindos, além disso, eu só lavei roupa nas férias, e voltei pro francês e pro piano, fora isso, muito descanso e muita diversão, pra fazer valer os 30 dias né… mas eu queria mais 😦

semana que vem já teremos dilemas trabalhísticos (ou não) no post, então, até segunda!

boa noite lua, boa noite stars!