global game jam

OE GALERE

Depois de uma folguinha do blogs, que coincidiu com as férias do meu chefe e uma estada da chuck aqui em casa, eis que surge novamente EUZINHO aqui pra contar como foi a global game jam que aconteceu em janeiro ainda, no final de semana passado. Nada atrasado o post, né? rss

Eu fiz e refiz esse post sobre a game jam, e quando eu tinha finalmente terminado um postmortem do jogo feito lá, eu resolvi que não queria postar aquilo e apaguei. Porque afinal, o jogo não ficou pronto… o certo é fazer um postmortem de um jogo quando ele está pronto, mas já que não ficou pronto, vamos esquecer o postmortem.

Então vamos à história…

Minha primeira Global Game Jam. Minha primeira Game Jam, per se.

Logo Global Game Jam

ói que buni a logo desse ano 🙂

Eu não sabia como funcionava, não sabia o que esperar, não sabia o que ia acontecer, não sabia o que levar… portanto, todos os pré-requisitos para uma boa aventura preenchidos. Levei tudo que imaginei que fosse útil, trocentos cabos, carregadores, adaptadores, papeis, equipamentos, etc, só não levei roupa e colchão porque decidi dormir em casa. O que aliás, foi muito bom, como disse o organizador: “não é Big Brother, galera”.

O evento estava marcado para as 17h da sexta-feira, e ao chegar na PUC, nossa sede aqui em Curitiba, logo na hora de se registrar, a pessoa podia preencher suas habilidades no crachá, o que eu achei uma ótima sacada, VEJÃO as minhas:

Habilidades

AI CHEIO DAS HABILIDADE

Mas ó, eu só não usei a habilidade de roteiro, o resto eu usei bagarai na jam toda.

Enfim… chega, preenche, etc, encontra um lugar pra sentar, espera…. espera… espera… espera… espera…

18h começou a palestrinha inicial, e finally saiu o tema, que foi o seguinte:

Tema GGJ

Nós não vemos as coisas como elas são, nós vemos as coisas como nós somos

Ai, quer saber? Não gostei. Muito difícil… mexer com realidades e pontos de vista não é algo pra 48h- de trabalho né?

Pois é. Mas não tinha o que fazer.

Me arrumei numa equipe ali (mãe, eu socializei!), e bora trablhar… brainstorming durou tipo uma hora, uma hora e meia, e eu tentei dar uma de game designer e formalizar os elementos do jogo, mas ninguém quis me ajudar, então ok, vamos fazer na louca mesmo.

E eu fiz a parte que eu mais gosto na hora de fazer jogos: música e level design. Fiz um bocado de levels pro nosso jogo VEJÃO

Levels

mosaiquinho dos levels que eu desenhei ❤

Eu sou foda né? ^^

Pois é, isso tudo eu desenhei no sábado, e depois comecei a fazer a música, que aliás, também ficou ótima ❤

E uma das melhores partes: teve pizza de graça, patrocinada pela Unity… e sabe quantas?

120 pizzas.

Topo da torre de pizza

isto são 120 pizzas

Base da torre de pizza

ok, agora são 120 pizzas

Fodástico né? 😀

MASSSSSSSS nem tudo foi maravilhoso… por motivos de falta de tempo e um pouco de atrito na equipe, o jogo acabou não ficando pronto. A fase do segundo desenho da esquerda, e do último desenho da direita, que eram super importantes pra passar o clima do jogo, não ficaram prontas dentro da Unity, que foi usada pra montar o jogo, e esse motivo já foi suficiente pra deixar o jogo incompleto. Some-se a isso alguns bugs, e uns efeitos sonoros que foram adicionados errados ao jogo (eu fiz TANTOS efeitos sonoros, ficaram ótimos, mas não tem nem 10% na última versão do jogo), e adivinha? O jogo ficou uma bosta.

Nem vou postar link pra vcs jogarem nem nada, foi super frustrante, e quando eu cheguei em casa, até tive que desabafar, porque afinal, se o jogo ficou uma bosta, é culpa do game designer né… o som também ficou uma bosta, culpa do designer de som… os levels ficaram incompletos, culpa do level designer… ou seja, é como se eu só tivesse feito merda na jam, e não foi bem assim… se eu colocar no meu portfolio, vira queimaceira…

Mas a arte do jogo ficou bonita ao menos 🙂

Ròga

nosso incompleto jogo se chamou Ròga

Anyway, fica o aprendizado. Dicas pras próximas jams:

1 – Não precisa mesmo dormir no local, dá pra ir dormir em casa tranquilamente.

2 – Se é sua primeira jam, tente se juntar a uma equipe que tenha alguém com alguma experiência. Pessoas com experiência tem mais noção de quanto é 48h para fazer um jogo.

3 – Se é sua primeira jam, tente NÃO se juntar a uma equipe que tenha alguém com muita experiência. Pessoas com experiência acham que o próprio feeling é melhor que o dos beginners, e decide coisas por si só sem consultar ninguém, e também corta a criatividade dos outros.

4 – Se estiver com medo de ir, esqueça o medo e vá. No mínimo você vai sair de lá com contatos novos pros seus próximos jogos. Eu já estou trabalhando again com os artistas da minha equipe, se o Ròga não deu certo, o próximo jogo dará 🙂

E é isso aí, galere, próxima game jam vai ser em março, mas vai ser algo pessoal… carnival game jam aqui em casa, eu e o @_Leander, estamos aceitando temas pra jogos.

QUE TAL UM TEMA DE BEIJO GAY NA NOVELA HEIN? Hahahahaha falo sobre esse assunto quinta-feira, tá? Pq pra variar vou falar sobre assunto atrasado 🙂

Beijos, galere, boa noite lua, boa noite stars, bom ver vcs aqui again ^^

Anúncios

  1. Só eu vi o símbolo do infinito no logo do evento?
    Chatiado com o símbolo do infinito in anywhere rssssssss

    Achei a ideia do jogo muito legal (me invejem, eu joguei).
    Achei a arte (principalmente essa tela inicial) linda!
    Gostei das músicas e dos levels (os que alcancei) também.
    Pena os bugs e o projeto “queimado”, seria um jogo muito legal se fosse bem finalizado…

    Olha eu aí em Março na Carnival Game Jam, quero torre de pizzas hahahahaha
    #VamosAcompanhar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s