buenos aires! dia 3

BUENAS NOCHES!

Hoje vamos começar já com a

Curiosidade:

Em BsAs praticamente não existem postes… a fiação é passada de prédio em prédio e parece totalmente ilegal, olha só:

Fiação

Que zona (dá pra ver né?)

Hoje o passeio foi “light”… nós íamos de subte até o Shopping Abasto, mas como a gente descobriu ontem, as coisas são mais perto do que imaginávamos, então andamos até lá (deu uma boa pernada again, mais de meia hora)… almoçamos por lá enquanto eu tentava resolver o problema do meu cartão, que não estava passando no débito em lugar nenhum…

Resposta oficial do banco e

Dica do dia!

Na Argentina quase nenhum lugar aceita cartão internacional do santander na função débito… não sei porque… no crédito passa, mas débito não. Fiquem preparados.

Ainda bem que a mamis da @Lo_wski deu uma grana em reais pra ela, assim podíamos ir trocando conforme preciso, nos restaurantes e afins (consumindo, é lógico)

Pra minha grande surpresa, até almoço no shopping compensa, porque não são aquelas porçõezinhas micro que se serve em shopping brasileiro… era bastante comida, um prato razoavelmente cheio de nhoque saiu por 50 pesos, e um burger duplo, com sabor de carne mesmo (e não mc) saiu por 63, tudo com refri, e o burger tinha papas fritas (parece que tudo vem com papas fritas aqui)

O Shopping Abasto em tempos anteriores foi um mercado municipal ou algo do gênero, e ele é LINDO por dentro e por fora, nem parece shopping, VEJÃO:

Shopping Abasto

fachada do Abasto

Shopping Abasto 2

continuação da fachada (reparem que até as letras ficaram em continuação hahaha)

Depois disso demos uma voltinha pela Gardel e proximidades, e vimos diversas fachadas em homenagem ao próprio, tudo muito bonitinho 🙂

Esquina Carlos Gardel

Esquina Carlos Gardel

Fachada Gardel

ele era feio, gente!

novo sonho de consumo: ter uma casa com uma partitura na fachada!

novo sonho de consumo: ter uma casa com uma partitura na fachada!

De lá, andamos mais algumas quadras pela Corrientes e chegamos numa sorveteria chamada Banóva… sorvete bom e barato… mais ou menos uns 200g de sorvete artesanal por 15 pesos, fazendo as contas, dá tipo 6 reais e 50… nenhum Freddo do Brasil serve assim barato com a mesma qualidade…

Tomei o sorvete de dulce de leche, a pedidos da chuck

Helado Bánova

o de doce de leite é o da direita, lógico

Meh, ledo engano meu que o doce de leite argentino teria um gosto muito diferente do brasileiro… nem tem… desisti das coisas de doce de leite daqui, já provei, e não amei (mas é meu gosto, ok? pra quem gosta, é um prato cheio)

E depois de andar taaaaaanto, desistimos de continuar em direção ao Museu de Ciências Naturais que iríamos visitar, e procuramos de kiosco em kiosco quem tinha moedas pra trocar, pra podermos pegar o subte (nome do metrô deles)… no fim das contas dava pra pagar com dinheiro, e só nós não sabíamos.

O subte é CHEIO, mas é rápido e MUITO barato… 2,50 pesos te dá direito a entrar e depois dá pra fazer todas as conexões que quiser, onde elas existem, só não dá pra mudar a direção (aliás, dá sim, mas só em algumas estações específicas)

Chegamos umas 15h30 no hotel e desistimos do dia, a @Lo_wski estava cansada demais (eu não, claro, magiiiina) 😛

E então…

ALFAJOR!

Foi a vez do Cachafaz

Alfajor Cachafaz

Cachafaz

É um pouquinho diferente dos anteriores… a parte do biscoito é mais durinha, então ele se torna um alfajor meio crocante… mas o recheio é super molinho e delicioso, dá um contraste… adorei 🙂

E logo em seguida outro

ALFAJOR!

Na verdade foram os dois juntos, mas enfim… o segundo foi o Vauquita (que eu acho que deveria se chamar VAQUITA, sem u)

Alfajor Vauquita

Vauquita

Ele é triplo (três camadas de biscoito)… me lembrou um pouquinho o Milka, mais suave e tal… muito bom 🙂

Lá por umas nove horas fomos jantar no Café de la Ciudad, fica na esquina da 9 de Julio com a Corrientes… fizeram pra gente o câmbio a 2.80… pizza MARAVILHOSA, dividimos duas pequenas de sabores diferentes… no total deu 50 pesos por pessoa, o que é a média mesmo.

Engraçado que aqui, nos restaurantes, aquela gasosinha de pomelo chamada Paso del Toro custa sempre entre 15 e 20 pesos, que pelo câmbio oficial daria em torno de 6 a 8,50 reais… meio caro pra uma garrafinha de 350ml né? mas é o que custa e fim…

E o dia se acabou aí, amanhã vamos ao dia quatro, dia de OUTLETS! YAAAAY! Comprassss!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s